Perguntas frequentes

Tire suas dúvidas sobre venda, locação e outros assuntos imobiliários.

DÚVIDAS: COMPRAR IMÓVEL

Quais as vantagens de comprar um imóvel?

Além de se livrar do aluguel, aplicar dinheiro em imóveis é uma opção segura e que apresenta ótimas possibilidades de valorização e boa liquidez no mercado. Você pode ainda garantir uma reserva financeira sólida, que pode ser gerada pela venda ou aluguel do seu imóvel próprio.

Quais os cuidados que devo ter antes de comprar um imóvel?

Faça um diagnóstico prévio a respeito da localização, do estado de conservação, da documentação do imóvel e do credenciamento vendedor. Para imóveis de condomínios, é necessário verificar com o síndico ou com a administradora a existência de débitos de mensalidades ou multas.

Como escolher o imóvel ideal?

Primeiramente, tenha sempre em mente o que você e sua família precisam. Quantas pessoas realmente morarão na residência? Qual o número de banheiros necessários? Verifique também se o imóvel é bem localizado, se tem piscina e garagem, por exemplo, se a vizinhança é agradável, entre outros pontos que podem não ser essenciais, mas podem valorizar mais um imóvel do que outro.

Comprar um imóvel na planta é mais barato?

Um imóvel comprado na planta geralmente custa de 30% a 40% menos do que um usado, de perfil semelhante, na mesma região.

Como calcular o valor de entrada para comprar um imóvel?

Para comprar à vista ou financiar um imóvel, você precisará de uma reserva financeira, seja para quitar o valor total do imóvel ou para dar de entrada e financiar o restante. A entrada exigida varia de acordo com sua renda familiar. A média é de 30% do valor do imóvel — o restante é financiado. Esse cálculo é baseado na renda declarada, pois a prestação não deve ultrapassar 30% da sua renda mensal.

Como utilizar meu FGTS para comprar um imóvel?

O FGTS pode ser utilizado em 3 casos:

  • Compra e construção de um imóvel residencial;
  • Para quitar totalmente o custo do imóvel ou apenas uma parte do saldo devedor;
  • E para diminuir em até 80% o valor das prestações em até 12 meses consecutivos.

É importante ressaltar que essas condições são aplicadas somente em contratos de financiamento foi assinados no âmbito do Sistema Financeiro Habitação (SFH). Além disso, só podem ser adquiridos imóveis residenciais urbanos, ou seja, o FGTS não pode ser usado para a aquisição de imóvel rural, comercial ou para comprar terreno ou materiais de construção.

O que é a Averbação, Matrícula e Registro de Imóveis?

Matrícula do Imóvel – A Matrícula reúne todas as informações sobre o imóvel, como sua localização exata, descrição e o nome do proprietário. Nela, há todo o registro do histórico do imóvel e informações como antigos proprietários, data em que foi realizada a primeira matrícula, entre outras.
Registro de Imóvel – O registro é o ato que declara quem é o verdadeiro proprietário do imóvel, ou se a propriedade deste bem está sendo transmitida de uma pessoa para outra, ou seja, atos que resultarão na mudança do proprietário (Ex.: Escritura Pública de Compra e Venda, Formal de Partilha, Doação, etc.) ou vão constituir ônus para o imóvel (Ex.: Hipoteca, Penhora, Alienação Fiduciária).
Averbação de Imóvel – Averbação é anotar no Registro do Imóvel todas as alterações que ocorrerem no imóvel, como o Habite-se, certidão expedida pela Prefeitura atestando que o imóvel está pronto para ser habitado; e alterações de estado civil das pessoas que constam na Matrícula do Imóvel, como casamento ou divórcio.

DÚVIDAS - FINANCIAMENTO DE IMÓVEIS

Como funciona um financiamento imobiliário?

Os financiamentos são realizados pelos bancos, que pagam ao vendedor do imóvel a quantia que quem compra quer financiar. A partir daí o comprador deve pagar o banco que quitou sua dívida. Durante esse período, o imóvel fica ligado à pessoa que fez a compra, mas não pode ser negociado enquanto a dívida com o banco não é paga. Diversos bancos oferecem financiamentos. O que os diferencia são as condições de pagamento, como as taxas de juros cobradas, a duração dos contratos e quanto do valor do imóvel pode ser financiado.

Como funciona a análise de crédito para comprar um imóvel?

Além das informações pessoais do comprador, também são levados em conta, para a aprovação do crédito, o prazo para pagamento, as condições do imóvel, entre outros detalhes. Desse modo, são analisados alguns dados, como vencimentos, se o nome do comprador está limpo, qual a capacidade de endividamento, etc. Depois disso, são estabelecidos os valores máximos que podem ser liberados, qual a taxa de juros que será cobrada e o prazo para pagamento.

Quais os documentos necessários para financiar um imóvel?

Será necessário apresentar originais e cópias do RG e CPF (do casal, quando for o caso), dos comprovantes de estado civil e de renda (holerites, extratos bancários e declaração completa de imposto de renda do casal, quando for o caso). Autônomos podem comprovar renda por meio do contrato de prestação de serviços, declaração do Imposto de Renda, declaração do sindicato da categoria, recibo de recebimento por trabalhos prestados ou uma Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimentos (Decore), feita por contador.

Qualquer pessoa pode fazer um financiamento imobiliário?

A princípio sim, mas é preciso preencher alguns critérios dependendo do método do financiamento imobiliário. Por exemplo, se o comprador optar por fazer o financiamento por um banco ou qualquer instituição financeira, ele deverá ter renda adequada ao valor de crédito solicitado, ter ficha limpa na praça e também entregar os documentos exigidos. O valor das prestações, nesse caso, não pode ultrapassar 30% da renda líquida.

Qual a renda mínima necessária para financiar um imóvel?

Depende do valor do imóvel. No entanto, o valor das prestações não pode ultrapassar 30% da renda líquida.

Posso financiar um imóvel sem carteira assinada?

Sim. Autônomos podem comprovar renda por meio do contrato de prestação de serviços, declaração do Imposto de Renda, declaração do sindicato da categoria, recibo de recebimento por trabalhos prestados ou uma Declaração Comprobatória de Recepção de Rendimentos (Decore), feita por contador.

Quais são os tipos de financiamento para comprar um imóvel?

Os principais tipos de financiamento imobiliário no Brasil e que são amplamente utilizados no mercado se resumem ao Sistema de Amortização Constante (SAC), a Tabela Price (também conhecida como Sistema Francês de Amortização) e o Sistema de Amortização Crescente (Sacre).

Qual a melhor linha de crédito imobiliário?

Cada tipo de financiamento traz características próprias que atendem a um determinado tipo de consumidor. É importante que você avalie qual deles melhor se encaixa ao seu padrão econômico a fim de não se endividar e realmente fazer uma escolha acertada a respeito do empréstimo que utilizará para comprar o seu imóvel.

Qual a diferença entre Tabela Price e SAC?

Sistema de Amortização Constante (SAC) - Esse é o modelo mais utilizado no mercado e se aplica a diferentes tipos de imóveis, desde os mais baratos aos mais caros. Sua lógica é iniciar o pagamento do empréstimo por parcelas maiores que vão diminuindo constantemente a cada mensalidade e que servirão para amortizar os juros ao longo do pagamento. Assim, começa-se pagando valores mais altos mas que decrescem mensalmente, à medida que os juros vão sendo amortizados.
Tabela Price - A Tabela Price é um sistema de financiamento geralmente utilizado para compra de veículos mas que também pode ser uma opção na aquisição de imóveis. Nela há amortização de juros mas não de uma forma tão significativa quanto no SAC que acabamos de explicar no subtópico acima. Sua vantagem consiste no fato de ter parcelas inicialmente menores que o SAC, mas o acúmulo de juros ao final é maior que na opção anterior.

Posso financiar um imóvel com o nome sujo?

Ao pedir um financiamento, bancos e agências de crédito analisam o histórico financeiro do interessado, e estar com o nome sujo indica que haverá maior dificuldade para arcar com as prestações. Não existem restrições à utilização do FGTS por quem tem o nome sujo, por exemplo. No entanto, por conta das restrições no CPF, é possível que seu pedido de financiamento junto às instituições financeiras seja negado. O financiamento com nome restrito pode ser impedido dependendo das condições de compra do imóvel ou pela sua renda.

No caso de casais, é possível somar as rendas para financiar um imóvel?

Sim, é aceita a soma de rendas para casais marido/mulher ou em união estável, noivo/noiva (proclamas), solteiro(a), viúvo(a). Demais situações são avaliadas caso a caso.

O que acontece se eu atrasar as prestações do meu financiamento?

O banco pode entrar com uma ação judicial para ficar com o imóvel, que é leiloado. Esse valor é usado para pagar a dívida da pessoa com o banco e as despesas judiciais que o banco teve. O valor que sobra é devolvido ao consumidor.

O que é IPCA?

O IPCA, ou Índice de Preços ao Consumidor Amplo, é considerado o termômetro oficial da inflação no país. Isso porque mede o preço médio necessário para comprar bens de consumo e serviços. Ou seja, ajuda a entender o valor do dinheiro e sua evolução com o passar do tempo. O índice é calculado mensalmente pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) e é composto por nove categorias: alimentação e bebidas; habitação; artigos de residência; vestuário; transportes; saúde e cuidados pessoais; despesas pessoais; educação; comunicação.

O que é TR?

A Taxa Referencial (TR) é uma taxa de juros de referência, ou seja, um indicador geral da economia brasileira. Por isso, é utilizada na hora de calcular o rendimento de determinadas aplicações financeiras. Ela interfere em diversos ativos, como títulos do Tesouro Direto; Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS); caderneta de poupança; e alguns financiamentos imobiliários.

DÚVIDAS - ALUGAR IMÓVEL

INQUILINOS

Quais as vantagens de alugar um imóvel?

Alugar um imóvel é uma opção segura para quem ainda não tem condições financeiras de adquirir a casa própria. Trata-se de um custo fixo que não sofre oscilações ao longo do tempo, salvo reajustes anuais. A locação pode ser uma excelente alternativa em muitos casos. Você pode, por exemplo, economizar algum dinheiro e investir esse valor na entrada de um imóvel todo seu. Outra opção é pagar parcelas de um consórcio com as suas economias. O aluguel também oferece a possibilidade de você mudar de casa ou apartamento toda vez que o lugar não atender mais às suas expectativas.

Qual a documentação necessária para alugar um imóvel?

A documentação exigida para alugar um imóvel varia de acordo com o tipo de garantia locatícia que você escolhe. No entanto, de modo geral, você precisa apresentar:

  • RG e CPF
  • Certidão de Casamento atualizada, se casado
  • Comprovante de Renda

Como funciona a análise de crédito para alugar um imóvel?

A análise de crédito é feita diretamente pela Corretora de Seguros, que entrará em contato por e-mail solicitando o preenchimento de uma ficha cadastral para análise. Para podermos agilizar este processo faça o seu pré-cadastro!

O que observar ao visitar um imóvel?

Confira alguns pontos que você precisa e deve se atentar ao visitar um imóvel para alugar:
ESTRUTURA DO IMÓVEL – Observe e teste instalações elétricas e hidráulicas. Verifique se o quadro de distribuição elétrica suporta uma boa carga de aparelhos eletrônicos e se garante segurança. Cheque também se a quantidade de tomadas nos cômodos é suficiente para a ligação dos seus eletrodomésticos. Preste atenção também a possíveis vazamentos.
ACABAMENTOS – Confira a qualidade dos pisos, revestimentos, dos móveis (caso seja um imóvel mobiliado) e da estrutura de modo geral.
ILUMINAÇÃO E VENTILAÇÃO – Verifique também a orientação solar do imóvel para saber se os cômodos recebem luz e ventilação suficientes ao longo do dia. Faça visitas em diferentes dias e horários para ter certeza disso.
ESTRUTURA E REGRAS DO CONDOMÍNIO – Em caso de apartamentos ou condomínios fechados, converse com o síndico para saber como funciona o sistema de segurança no local, se há controle de entrada e saída de pessoas, sistemas de vigilância, etc. Caso tenha animais de estimação, pergunte como são as regras para circular com eles pelos ambientes comuns.
CONHEÇA A REGIÃO E A VIZINHANÇA – A localização é sempre muito importante. Analise a segurança e a estrutura que o bairro oferece. Caminhe pelos arredores em diferentes momentos do dia, converse com os vizinhos para saber se há comércios e serviços próximos.

Posso alugar um imóvel sem fiador?

Sim, hoje existem diversas modalidades de garantias locatícias que permitem alugar um imóvel sem fiador. Entre elas, o Seguro Fiança, Carta Fiança e o Título de Capitalização. Confira aqui as garantias locatícias que a Parra Imobiliária oferece.

Quais as modalidades de fiança para alugar um imóvel?

Disponibilizamos aos nossos clientes as seguintes formas de garantia de locação:
Fiança
Esta é a modalidade menos comum hoje em dia. O fiador é a pessoa que vai ficar responsável por quitar os débitos do inquilino em caso de inadimplência. O fiador precisa comprovar uma renda de no mínimo 3x o valor do aluguel + encargos e ter imóveis registrados e quitados, localizados até 200 km do município de Franca.
Seguro Fiança
Com o seguro fiança, a garantia locatícia é feita por uma seguradora. Em parceria com a Seguradora, a Parra oferece essa garantia locatícia que também é destinada para quem quer alugar um imóvel sem fiador. A seguradora oferece o seguro fiança residencial com taxas a partir de 8,5% do valor do aluguel + valores locatícios para locações residenciais e comerciais, cobradas no boleto mensal.
Caução real
A caução exige a apresentação pelo caucionário de um bem imóvel livre e desimpedido. O pretendente a locatário poderá indicar um imóvel próprio ou de outra pessoa que lhe ofereça um imóvel como garantia ao cumprimento da obrigação locatícia. Neste caso, a lei exige forma pública, ou seja, o contrato de locação será levado à margem da matrícula do imóvel para devida averbação junto ao Cartório de Registro de Imóveis competente. As despesas com o registro da caução correm por conta do locatário.
Título de Capitalização
Assegura a locação por meio de um pagamento de boleto em parcela única. O valor desse depósito e de no mínimo R$ 15000,00 ou 12 alugueis + despesas locatícias, o que for maior, sendo definido após a análise dos documentos do inquilino. O título fica vinculado ao contrato de locação e o valor capitalizado será atualizado mensalmente (TR + 0,5% a. m.), garantindo o resgate de 100% do valor no vencimento do contrato.
Carta Fiança
É quando uma pessoa jurídica presta fiança, através de um documento denominado "carta fiança", onde constam todos os compromissos assumidos. A carta fiança deverá ser encaminhada juntamente com a documentação do candidato a locatário para ser analisada pelo Depto. Jurídico da Parra Imobiliária.

Quais as taxas e impostos que preciso pagar ao alugar um imóvel?

Além do valor acordado pelo aluguel, o inquilino terá que arcar com outros custos, como consumo de água e energia, o condomínio, quando houver, seguro contra incêndio e o Imposto Predial Territorial Urbano (IPTU).

O que acontece se eu sair do imóvel antes do término do contrato?

A maioria dos contratos de locação residencial são feitos por prazo determinado. Se o inquilino resolve entregar o imóvel antes do final desse prazo, gera uma multa, que chamamos de multa compensatória. Como o nome já diz, ela serve para compensar o locador pela quebra do contrato pelo locatário. Ela deve ser calculada de acordo com o tempo de cumprimento do contrato. Dessa forma, quanto mais tempo você fica no imóvel, menor é o montante a ser pago.

Quais as responsabilidades do inquilino?

Conferência do laudo de vistoria de entrada, caso haja divergências apresentar em 48 horas; Instalação ou troca de itens que são facilmente substituídos; Troca de miolos de fechaduras; Troca de lâmpadas; Troca de resistência ou desobstrução de chuveiros; Instalação/substituição de assentos sanitários; Limpeza geral (faxina, caixa de gordura, calhas, ralos, jardinagens); Manutenção preventiva (dedetização, limpeza de reservatório de água e troca de bóia, limpeza de ar condicionado, sistema de alarme e cerca elétrica, portão eletrônico, interfone); Manutenção preditiva (troca de pilha, filtros, mangueiras, engate flexível de torneira, ducha higiênica, limpeza e regulagem em geral).

Durante a locação
Infiltrações ocasionadas por quebra de telhas; Vazamentos ocasionados por furo na rede hidráulica; Mau funcionamento de sifões, registros, ducha higiênica, descargas e torneiras; Vedação ineficiente de pias, cubas, vaso sanitário e box; Desentupimento de ralos, pias, tubos e tanques; Ineficiência de tomadas, interruptores e pontos de luz Mau funcionamento de portões externos; Substituição de placas de aquecimento ocorridas por quebra; Não modificar a forma interna ou externa do imóvel sem o consentimento prévio e por escrito do proprietário.

É bom lembrar que na Parra imobiliária, ao locar um imóvel você contrata um seguro contra incêndio que oferece ao inquilino serviços emergenciais tais como: reparos hidráulicos, elétricos e chaveiro.
Caso o imóvel alugado esteja sobre o regimento de condomínio, se faz necessário cumprir integralmente a convenção de condomínio, associação de moradores e os regulamentos internos.
Imóveis alugados sobre o regimento de condomínio, exigem o pagamento das despesas oriundas da manutenção do próprio condomínio como portaria, limpeza, água e outros. Essas despesas geralmente vêm em forma de boleto que deve ser pago pontualmente.

Na desocupação
Formalizar a desocupação com aviso prévio, acessando o guia que consta na nossa área do cliente; Reparar danos provocados pelo uso comum como instalações, vazamentos em torneiras, válvulas, interruptores, portões eletrônicos e tudo que esteja relacionado ao cotidiano das atividades exercidas pelos moradores e pelos visitantes e ou prestadores de serviços.; Pintura nova nas cores e padrões de qualidade encontradas no início, conforme cláusula contratual; Após conclusão de todas as manutenções e limpeza, estando o imóvel desocupado de pessoas e coisas agendar a vistoria final com 48 horas de antecedência.

Posso reformar um imóvel alugado?

A Lei do Inquilinato determina que, ao final do contrato de locação, o imóvel deve ser devolvido pelo inquilino exatamente nas mesmas condições em que o recebeu incluindo pintura nova. Isso não significa, porém, que mudanças ou melhorias não possam ser realizadas no imóvel enquanto durar o contrato. É preciso, no entanto, que o inquilino comunique com antecedência a imobiliária sobre toda e qualquer reforma que deseje fazer no imóvel. A empresa, então, deve avisar ao proprietário, que pode ou não autorizar as benfeitorias. Caso aceite, é importante também que tudo seja formalizado por escrito para segurança e tranquilidade de ambas as partes, evitando assim conflitos futuros.

Como emitir a segunda via do meu boleto de aluguel?

Para emitir a segunda via do seu boleto de aluguel, acesse a nossa área do cliente e informe os seus dados e do seu imóvel alugado.

PROPRIETÁRIOS

Entreguei o contrato de administração. Quando meu imóvel será anunciado?

Após assinatura do contrato, providenciaremos a placa (quando permitido), vistoria, fotos e em seguida, seu imóvel estará pronto para anúncio e visitas.

Como será feita a divulgação do meu imóvel?

Além de divulgar seu imóvel em um site moderno e atual, nossa carteira de imóveis é automaticamente distribuída para os portais imobiliários mais visitados de Franca (SP) e do Brasil. Confira aqui como a Parra Imobiliária realiza a divulgação do seu imóvel.

Quais as vantagens de alugar meu imóvel com a Parra Imobiliária?

Prestamos com excelência o serviço de administração de imóveis residenciais e comerciais. Oferecemos a certeza da realização de negócios justos e seguros. Somos uma imobiliária comprometida com a ética e a transparência, que deseja surpreender e encantar oferecendo uma experiência de atendimento única a clientes exigentes que desejam alugar seus imóveis em Franca (SP). Veja aqui outras vantagens de anunciar seu imóvel conosco.

Em quanto tempo meu imóvel será alugado?

Não é possível afirmar esta informação, devido às peculiaridades do mercado de locação. No entanto, a Parra divulga o seu imóvel no site, nos principais portais imobiliários, em anúncios no Google, no Facebook e no Instagram, o que agiliza o processo de locação.

Quais as responsabilidades do proprietário?

Solucionar problemas provenientes da estrutura do imóvel que afetam o uso e/ou colocam em risco a integridade dos moradores. Todos os itens descritos a baixo são válidos desde que não sejam provocados pelo inquilino.
Infiltrações advindas de solo, janelas e rachaduras; Problemas estruturais em telhado que causem infiltrações; Problemas hidráulicos que necessitem quebra de paredes e consertos de tubulações; Problemas na fiação elétrica e no quadro de força; Pinturas externas e de fachada desde que desgastadas de forma natural; Estufamento/deslocamento de revestimentos em paredes e pisos; Identificação da voltagem das tomadas, chuveiros, etc.; Desobstrução de conduítes para instalação de TV e internet; Manutenção no boiler reservatório e placas de aquecimento solar; Pagar as despesas extraordinárias de condomínio.

Qual a data de recebimento do aluguel?

O repasse para o proprietário será feito até 5 dias após o vencimento do inquilino.